Menu Close
uma mulher deitada na cama segurando um telefone celular, com 0s e 1s sobrepostos na imagem
Há benefícios e impactos negativos nas aplicações de IA na pornografia. Shutterstock

A pornografia gerada por IA vai desestabilizar o setor de conteúdo adulto e levantar novas questões éticas

A inteligência artificial (IA) já está remodelando vários setores, desde a medicina e a educação até a ciência e as finanças. A IA está pronta para desestabilizar mais um mercado: o da pornografia. Os avanços no aprendizado de máquina e nos algoritmos de IA para produção de imagens e vídeos contribuíram para o crescimento de sites de pornografia gerada por IA, comumente chamados de pornografia com IA.

A produção em massa de pornografia com IA tem implicações éticas e sociais significativas. Ela pode oferecer uma quantidade sem precedentes de estímulos sexuais personalizáveis, adaptados às preferências dos usuários e, ao mesmo tempo, reduzir drasticamente os custos de produção.

Por um lado, essas novas ferramentas permitem que os criadores de conteúdo produzam erotismo diversificado e possibilitam o acesso generalizado a estímulos sexuais personalizados que atendem às necessidades e aos desejos das pessoas, melhorando assim sua vida sexual e seu bem-estar.

Por outro lado, isso pode levar ao uso excessivo problemático da pornografia, à disseminação de deepfakes e à produção de conteúdo ilegal, como pornografia infantil.

A pornografia com IA também tem implicações trabalhistas e pode criar problemas de direitos autorais, além de afetar os empregos de profissionais do sexo e criadores de conteúdo adulto.

É muito provável que o impacto da pornografia com IA seja mais sutil: alguns usuários serão beneficiados, enquanto outros poderão ser afetados negativamente por ela. No entanto, o ritmo dos desenvolvimentos tecnológicos deixa pouco tempo para planejar e pesquisar como integrar harmoniosamente essa nova tecnologia em nossas vidas. Como em muitos outros setores, não estamos prontos para a pornografia com IA.

headshot de um homem com imagens digitais azuis sobrepostas em um fundo escuro
As crescentes aplicações de IA em vários setores estão remodelando a vida cotidiana. (Shutterstock)

Pornografia personalizável

Semelhante às origens do setor nas revistas, o conteúdo adulto gerado por IA começou com imagens. A história e as tendências tecnológicas atuais indicam que a próxima etapa da produção erótica será mais sofisticada e envolvente.

Atualmente, há mais de 50 sites gratuitos que oferecem pornografia com IA, e esse número só tende a aumentar. Sites como Candy.ai, Lustlab.ai e Pornify.cc permitem que os usuários criem personagens de IA de acordo com suas preferências, dando vida às suas fantasias.

Os usuários podem gerar imagens escrevendo prompts de texto ou selecionando características específicas, como idade, sexo, penteado, etnia e outros atributos corporais. Eles também podem selecionar roupas, posições, locais, comportamentos e expressões faciais, além de optar por personagens realistas ou animados.

Isso permite uma imensa diversidade em termos de imagens e personagens que podem ser gerados. Não surpreende, entretanto, que a maioria do conteúdo apresente mulheres e corpos femininos.

IA sofisticada

Além de imagens, alguns sites agora também oferecem a opção de gerar vídeos curtos e em loop. Esses clipes geralmente apresentam uma breve sequência repetida de uma ação específica. Apesar de seu início humilde, esses clipes sugerem o futuro do pornô com IA: vídeos pornográficos longos, complexos e totalmente personalizáveis gerados por IA, criados por profissionais, leigos ou pelas próprias IAs.

Já existem geradores de texto para vídeo mais complexos; no entanto, o lançamento antecipado do modelo Sora da OpenAI sugere um progresso significativo na geração de texto para vídeo, principalmente em seu alto nível de realismo, criação de cenas complexas e duração de vídeo incomparável.

Embora o Sora restrinja seu uso, proibindo que os usuários gerem conteúdo sexual na plataforma, essa tecnologia subjacente acabará sendo usada em vídeos pornográficos gerados por IA.

Além de imagens e vídeos, vários sites também permitem que os usuários se envolvam com um chatbot sexual para conversar. Os usuários podem personalizar seu próprio chatbot de IA, especificando traços de personalidade, aparência e preferências.

Quando um usuário cria uma conta, o site mantém um registro de conversas anteriores para facilitar a interação contínua. Por meio desse diálogo contínuo, a IA pode fornecer imagens personalizadas ou até mesmo participar de chamadas de voz confidenciais.

Essa estrutura foi projetada para oferecer um companheirismo aprimorado e elevar a experiência de uma parceria romântica ou sexual - sugerindo, mais uma vez, o futuro da pornografia: um futuro em que ela seja combinada com companheiros artificiais.

Com o surgimento de ambientes de realidade virtual e aumentada, também podemos prever que, assim como a pornografia atual, a pornografia com IA logo proporcionará experiências cada vez mais imersivas.

uma mulher em uma cama usando um fone de ouvido de RV
A pornografia com IA tem aplicações em terapia e educação sexual. (Shutterstock)

Benefícios e preocupações

O advento da pornografia com IA levanta várias preocupações. Por um lado, a natureza altamente personalizável e imersiva da pornografia com IA poderia reforçar comportamentos compulsivos. Os usuários podem se sentir gradualmente atraídos para um mundo onde seus desejos são continuamente atendidos, aumentando os riscos de dependência ou isolamento social.

A recente criação e disseminação de deepfakes pornográficos de Taylor Swift destacou a questão do consentimento e do conteúdo sexualmente explícito gerado por IA. Estudos indicam que aproximadamente 98% dos vídeos deepfake encontrados on-line são de natureza pornográfica, sendo as mulheres os alvos predominantes em quase todos os casos.

A pornografia com IA também pode prejudicar os meios de subsistência de profissionais do sexo e criadores de conteúdo adulto, apresentando riscos tangíveis de perda de tração e renda para os artistas à medida que competem gradualmente com a enxurrada de conteúdo gerado por IA.

Os criadores de pornografia com IA também poderiam usar a tecnologia para produzir outros conteúdos ilegais, como pornografia infantil.

Por outro lado, a pornografia com IA poderia ser usada para aumentar o prazer sexual. As pessoas podem materializar suas fantasias mais profundas com apenas alguns cliques.

Ela também poderia ser empregada em pesquisas sexuais para obter uma compreensão mais profunda da profundidade dos desejos e fantasias humanos e fornecer estímulos seguros, padronizados e interativos durante os experimentos. A pornografia com IA pode ser usada na educação para mostrar a diversidade de corpos e preferências.

A pornografia com IA tem aplicações em terapia, onde pode oferecer estímulos adaptados para avaliar e tratar medos ou disfunções sexuais baseadas em ansiedade, por exemplo, por meio da exposição a conteúdo sexual progressivamente mais intenso.

A pornografia com IA também poderia servir como uma ferramenta para que as pessoas aprendam a navegar em relacionamentos sexuais e românticos saudáveis. Por fim, a IA poderia fornecer aos criadores de conteúdo adulto ferramentas para aumentar seus negócios.

O futuro da pornografia

Embora leis baseadas em evidências possam ser implementadas para mitigar os riscos associados ao conteúdo sexualmente explícito gerado por IA, seria fundamental educar usuários e criadores sobre sua sexualidade e prática de consentimento. Também são necessárias mais pesquisas para entender a influência dessa tecnologia e orientar seu desenvolvimento.

A IA mudará o setor adulto, e seu impacto sobre nossa intimidade e sexualidade logo será conhecido.

This article was originally published in English

Want to write?

Write an article and join a growing community of more than 187,100 academics and researchers from 4,998 institutions.

Register now